Sábado, 15 de Outubro de 2005

Outra

mulherhomem.jpg</p>
Se fosses luz serias a mais bela
De quantas há no mundo: - a luz do dia!
- Bendito seja o teu sorriso
Que desata a inspiração
Da minha fantasia!
Se fosses flor serias o perfume
Concentrado e divino que perturba
O sentir de quem nasce para amar!
- Se desejo o teu corpo é porque tenho dentro de mim
A sede e a vibração de te beijar!
Se fosses água - música da terra,
Serias água pura e sempre calma!
- Mas de tudo que possas ser na vida,
Só quero, meu amor, que sejas alma!
</p>

António Botto
publicado por emptysoul às 23:28
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Victor Ugaz Bermejo a 14 de Novembro de 2007 às 18:01
Aprendí que el silencio es más inmenso
comprendí que no hay noche más oscura,
si no tengo tu boca suspirando un beso.
Aprendí a vivir a un paso de la locura.

Con delicadeza examinan en vuelo rapaz
las palomas de tus manos que emigran a mis montes,
en bandada de pasión entre nubes de paz.
Estas y no estas, pero te siento como antes.

__________________ Víctor Andrés Ugaz Bermejo.

Lima - Perú


De Vctor Andrs Ugaz Bermejo a 8 de Novembro de 2005 às 17:08
" Aveces pienso que la poesia, es la locura tierna, que todos dejamos escapar, para halagar a loa demás."


_______________Víctor Andrés Ugaz Bermejo. (Perú).


De Maria Papoila a 17 de Outubro de 2005 às 20:48
Bela escolha de um dos poemas mais belos de António Botto, uma dádiva de alma do seu canto. Beijo


De Francisco a 16 de Outubro de 2005 às 21:15
Bonito blog. palavras sentidas. Estás de parabens. Gostei do que vi espero que ele esteja a ser actualizado quando eu passar de novo por aqui. Abraços


De Carlos a 16 de Outubro de 2005 às 10:53
Amar só alma

desconhecida!...
se te ñ conheço o corpo
e teu seio,pela asência ñ toquei
teus lábios rubros
soletrando papoilas de desejo nunca vi
confesso k senti
as gôtas de orvalho
desse jardim
onde em sonho ,eu já adormeci
desconhecida, como?
se me deixaste entrar na alma
e tu me sentes em ti !


De Pharaoh a 16 de Outubro de 2005 às 06:57
o aroma dos sentires manifestado pela beleza de um suspirado desejo e pela subtil e ternurenta unidade na imensidão de uma imagem,,, que as almas assim consigam unir em incensos de confissões intemporais,,,muito bonito mesmo


De juda a 16 de Outubro de 2005 às 00:23
É lindo este poema, um abraço...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Stylesheet

. principal

. Ao fechar os olhos...

. Teu corpo é um diálogo se...

. Teu Corpo

. Vem deitar-te a meu lado

. Promessa

. Mensageira

. Faz amor comigo

. Eu sei...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds