Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

O Leito

b22[1].jpg</p>
O leito conserva

o sono e o sonho

da mulher amada.

A macia espádua,

o ventre de lava,

o braço e a espada,

a mão e a chave,

a areia do seio.</p>

No corpo da mulher,

o leito feito pássaro adormece.
</p>

António Rebordão Navarro
publicado por emptysoul às 15:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

...

anamar.blogs.sapo.pt/arquivo/soul.jpg



/td



; Filter:DropShadow(Color=#B25100, OffX=1,
OffY=1, Positive=1)


EBC79E letras
publicado por emptysoul às 00:45
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2005

Em algum lugar...






Em algum lugar do passado
Você existiu para mim,
E eu já sabia
Que assim virias...


Em algum lugar do passado,
Fomos, nós dois,
Brisa fresca,
Rosas em flor...
Em algum lugar do passado,
Te amei,
Te guardei,
Você me amou e cativou...


Em algum lugar do passado,
Nossos corpos e corações
Foram um só,
Melodia interminável
De nosso amor sem fim...


Em algum lugar do passado,
Nos deixamos
Com a certeza do reencontro,
Como sabemos agora,
Que nos encontramos...


Em algum lugar do passado,
Prometemos jamais nos esquecer
E, agora, no presente,
Carregamos sempre viva as lembranças
Deste tão sublime querer...


Em algum lugar do passado,
Fomos felizes,
Fomos amantes,
Como a flor e a raiz,
O mar e a areia,
Deste amor sem igual...


Em algum lugar do passado,
Dançamos com o vento,
Corremos pela praia
E tivemos sonhos vindouros
Deste amor infinito
Que jamais nos deixaria...


Em algum lugar do presente,
Nos reencontramos...
Palavras, atitudes
Que despertam as lembranças das almas,
Que sabiam se conhecer...


Em algum lugar do presente,
Olhares, gestos, toques,
Sensações indescritíveis,
Que somente nossos corações identificam...


Em algum lugar do presente,
Saberemos o que somos
E o que fomos:
Luz do sol,
Amor verdadeiro,
Nesta busca insaciável
De nós dois...



Em algum lugar do passado...
Em algum lugar do presente...
publicado por emptysoul às 10:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Junho de 2005

Este inferno de amar

encantos026[1].jpg</p>
Este inferno de amar - como eu amo!
Quem mo pôs aqui n'alma... quem foi?
Esta chama que alenta e consome,
Que é a vida - e que a vida destrói -
Como é que se veio a atear,
Quando - ai quando se há-de ela apagar?</p>Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que d'antes vivi
Era um sonho talvez... - foi um sonho -
Em que paz tão serena a dormi!
Oh! que doce era aquele sonhar...
Quem me veio, ai de mim! despertar?</p>Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... dava o sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela? eu que fiz? - Não no sei;
Mas nessa hora a viver comecei...
</p>Almeida Garrett, Folhas Caídas
publicado por emptysoul às 08:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Junho de 2005

Saudade

          trio5.JPG



..........Quando sinto a saudade chegar
..........Fecho os olhos e vejo o teu sorriso
..........E carinhosamente te digo a sussurar:
..........O nosso amor a cada instante está mais vivo
..........Recordo cada momento que partilhámos
..........E em meu peito surge um suave calor
..........Sinto os nossos corpos abraçados
..........Não existe distância que apague este amor


publicado por emptysoul às 16:12
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Junho de 2005

Nos teus braços...



***

Nos teus braços a minha alma se dispersa e ganha asas coloridas...

***
publicado por emptysoul às 11:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Junho de 2005

Pode ser...

cama2.jpg



Pode ser que um dia deixemos de nos falar.
Mas, enquanto houver amizade,
faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe.
Mas, se a amizade permanecer,
um do outro há-de se lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos.
Mas, se formos amigos de verdade,
a amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos.
Mas, se ainda sobrar amizade,
nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe.

Mas, com a amizade
construíremos tudo novamente,
cada vez de forma diferente,
sendo único e inesquecível cada momento
que juntos viveremos e nos
lembraremos pra sempre.
publicado por emptysoul às 15:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Junho de 2005

Nada se pode comparar contigo



O ledo passarinho que gorjeia
Da alma exprimindo a cândida ternura
O rio transparente, que murmura,
E por entre pedrinhas serpenteia:

O sol, que o céu diáfano passeia;
A lua, que lhe deve a formosura,
O sorriso da aurora alegre e pura.
A rosa, que entre os zéfiros ondeia;

A serena, amorosa primavera,
O doce autor das glórias que consigo,
A deusa das paixões, e de Citera:

Quanto digo, meu bem, quanto não digo,
Tudo em tua presença degenera,
Nada se pode comparar contigo.



Bocage
publicado por emptysoul às 22:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Stylesheet

. principal

. Ao fechar os olhos...

. Teu corpo é um diálogo se...

. Teu Corpo

. Vem deitar-te a meu lado

. Promessa

. Mensageira

. Faz amor comigo

. Eu sei...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds