Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2005

Eu te encontro...


















Eu te encontro...

à noite...pertinho do céu

Numa estrela, a mais cintilante

aquela que me guia

neste meu caminho errante.

Eu te encontro...

numa ou noutra canção

Aquela que embala nossos corpos

em momentos de amor,

em momentos de paixão.

Eu te encontro...

na saudade de um beijo teu

de um carinho que é só meu

Eu te encontro...em mim...

E me acho em ti...



* * * * *


A todos aqueles que nos visitam, desejamos um Bom Ano 2006, repleto de saúde e muito amor...


Bem hajam!
publicado por emptysoul às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2005

É assim que te quero




É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada.

Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.

Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.

Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,
assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.

Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.



Pablo Neruda
publicado por emptysoul às 06:41
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sábado, 10 de Dezembro de 2005

Almas entrelaçadas



...A razão porque me dói tanto a nossa separação é porque a minha alma se entrelaçou na tua. Talvez sempre tenha estado e sempre o fique. Talvez tenhamos vivido milhares de vidas antes desta, e em cada uma nos tenhamos reencontrado e amado. E talvez que, em cada uma, tenhamos sido separados pelos mesmos motivos. Isto significa que esta despedida é, ao mesmo tempo, um adeus pelos últimos mil anos e um prelúdio ao que virá.

Sei que gastei todas as vidas antes desta à tua procura. Não de alguém como tu, mas de ti. E assim, por uma razão que não entendo, fomos obrigados a dizer adeus um ao outro. Adoraria dizer-te que tudo correrá bem para mim e procurarei fazer tudo o que puder para que assim seja. Mas se nunca nos voltarmos a encontrar e isto for verdadeiramente um adeus, sei que nos veremos ainda noutra vida. Iremos nos encontrar de novo e talvez as estrelas tenham mudado e nós, não apenas nos amemos nesse tempo, mas por todos os tempos que vivemos antes...



04/05/2005
publicado por emptysoul às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Stylesheet

. principal

. Ao fechar os olhos...

. Teu corpo é um diálogo se...

. Teu Corpo

. Vem deitar-te a meu lado

. Promessa

. Mensageira

. Faz amor comigo

. Eu sei...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds